segunda-feira, 8 de agosto de 2011


'Mas agora que estou outra vez sozinha e saboreio a solidão como um luxo, e a liberdade como um troféu, não consigo deixar de pensar que deixei partir o único homem que amei verdadeiramente, totalmente com o corpo, a alma, o coração e a cabeça. Onde está ele agora?'

Margarida Rebelo Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário